Seguro de Carga: Quanto cobro do cliente?

Seguro de Carga: Quanto cobro do cliente?

Seguro de Carga: Quanto cobro do cliente?

Atendemos muitos clientes que estão em contato com Seguro de Transportes pela primeira vez. Inclusive, aproximadamente 40% dos nossos clientes nunca tiveram seguro de carga!

Nossos clientes usam a Insert para entender e esclarecer todas as dúvidas, por isso temos um material tão vasto!

E uma das primeiras e principais questões abordadas é o preço. Quanto cobro do cliente de Seguro de Carga? É isso que veremos hoje!

Conceitos de cobrança

Muitas transportadoras têm na cobrança do Seguro uma parte do seu ganho, podendo ser até mesmo sua principal fonte de receita no frete.

Essa cobrança do seguro junto ao frete é conhecido no meio de transportes como Ad Valorem ou GRIS.

Por conta desse papel desempenhado, é muito importante saber qual o percentual médio praticado pelo nicho do mercado em que irá atuar.

E também, qual o valor mínimo que pode ser cobrado, para que não haja prejuízo para a operação do transportador.

Média de mercado

A média cobrado pelo mercado é de 0,5% (meio por cento) sobre o valor da nota fiscal. Mas claro, existem empresas que cobram desde 0,05% até 1%, ou mais sobre o valor da nota fiscal.

Geralmente, essas que cobram menos de 0,01%, calculam apenas o valor exato de quanto pagarão de seguro para aquela carga.

Honestamente não existe um valor ou método certo ou errado. Cada empresa tem uma estratégia comercial e usa o percentual que melhor se encaixa em sua negociação.  

Exemplos de valores:

Abaixo vamos demostrar alguns exemplos dos valores cobrados, de acordo com os percentuais acima, para o investimento com seguro.

Para os exemplos abaixo vamos considerar um embarque de origem em São Paulo/SP e destino Salvador/BA com valor de nota fiscal de R$ 100.000,00.

A taxa média dos Seguros contra Acidente e Roubo, somadas, é de 0,09%.

O total do custo desse seguro deria de: 0,09% x R$ 100 mil = R$ 90,00.

Chegamos nessa média através da soma da taxa do RCTR-C menos o desconto comercial e somada à taxa do RCF-DC ➡️ RCTR-C – Desconto + RCF-DC = GRIS.

Para o RCTR-C temos uma planilha, que fornecemos gratuitamente, com a qual é possível saber quais as taxas de seguro considerando qualquer origem e destino.

Esse foi o exemplo das empresas que cobram apenas o valor que pagarão de seguro. A seguir, veremos as que têm algum lucro.

Caso o transportador cobre:

Ad Valorem 0,05%: NF de, R$ 100 mil x 0,5% = R$ 500,00  

Abatemos R$ 90,00 do investimento em seguro = Lucro de R$ 410,00 por viagem.


Ad Valorem 1%: NF de R$ 100 mil x 1% = R$ 1.000         

Abatemos R$ 90,00 do investimento em seguro = Lucro de R$ 910,00 por viagem.

Diferença real entre GRIS e AD Valorem:

Além desses valores que já falamos, existe ainda o GRIS.

Muitos confundem Ad Valorem e GRIS, pensando tratar-se da mesma coisa, porém há uma diferença: O GRIS é uma parte do cálculo que pode ser adicionada ao Ad Valoresm,

De forma resumida, o GRIS é o valor dos custos com Gerenciamento de Risco que uma transportadora terá em uma operação.

Por exemplo: Com a consulta dos motoristas, monitoramento das cargas e eventualmente escoltas.

Quando a transportadora decide repassar esses custos, aquele cálculo que fizemos acima passa a ser assim:

AD VALOREM = taxa do RCTR-C – desconto comercial + taxa do RCF-DC + GRIS

Relações comerciais

Lembre-se que o seguro de transportes RCTR-C (acidente) é obrigatório para o transportador, mesmo que o contratante do frete (dono da mercadoria) não queira fazer/pagar esse custo.

A transportadora, por força de lei, precisa contratar o Seguro e se possível, logo negociar os valores de cobrança pela garantia prestada junto ao frete.

Caso o transportador veja que a conta das despesas da operação não fecha, seja por conta do Seguro ou de outra coisa, indicamos reavaliar a relação comercial entre a empresa e o cliente.

Muitas vezes, o cliente pode apenas não ter entendido a importância e tranquilidade do Seguro de Carga.

Caso queira saber mais sobre a obrigatoriedade do Seguro de RCTR-C, você pode ler tudo nesse artigo.

E para finalizar, te convidamos à acessar os vídeos em nosso canal no Youtube! Lá abordamos vários temas relacionados aos transportes, com conteúdos simples e de fácil compreensão.


Artigo produzido por: Roberto Schimith – CEO na Insert Seguros
LinkedIn: Roberto Schimith


E-mail: clientes@insertseguros.com.br

Telefone: (11) 2023-8890 | WhatsApp: (11) 9 9483-5149

Rua Tijuco Preto, 393, Cobertura, Tatuapé, São Paulo/SP – CEP 03316000

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *