Gerenciamento de Risco, quando preciso fazer?

Quando preciso fazer o Gerenciamento de Risco?

Gerenciamento de Risco, quando preciso fazer?

Como falamos em textos anteriores, o Gerenciamento de Risco é como chamamos um conjunto de medidas de proteção para a carga, durante o transporte.

Esses tipo de norma é solicitado quando o transportador contrata uma apólice de RCF-DC (Seguro contra Roubo), ou no caso de um embarcador, quando uma apólice de Transporte Nacional com cobertura para o roubo da Carga é contratado.

Saiba mais sobre o Gerenciamento de Risco:

O Gerenciamento de Risco é formado por algumas normas, as mais comuns são:

Todas as regras tem o intuito de prevenir e diminuir o risco de roubo e desaparecimento da carga no transporte de cargas.

Serviços de Gerenciamento de Risco

Os serviços de Gerenciamento de Risco são feitos por várias empresas,atuantes no mercado de proteção de carga e homologadas pelas seguradoras.

Essas gerenciadoras são responsáveis por realizar a consulta e liberação dos motoristas, acompanhar os embarques durante a viagem (rastreamento), trabalhar em conjunto com as empresas de equipamentos (rastreadores e iscas) para que tenham uma notificação mais rápida em uma suposta ocorrência, e por fim, orientar os motoristas durante a viagem.

Outra atribuição da Gerenciadora é orientar o segurado dos procedimentos necessários para cada embarque, conforme as solicitações contidas na apólice, ou seja, seguir o PGR.

O que é PGR?

Com base nas informações da operação logística, que foram passadas pelo segurado à seguradora na contratação ou na adequação de um novo cliente, é montado o PGR, ou Plano de Gerenciamento de Risco.

O PGR é um documento anexado a apólice que descreve quais regras de Gerenciamento de Risco o segurado deverá seguir, para cada tipo de carga e operação.

Com ele é possível planejar, estruturar e alinhar melhor as atividades, com o propósito de reduzir ao máximo os problemas e os risco de roubos e acidentes.

O PGR estabelece um grupo de ações preventivas e corretivas para cada linha de operação, seja do próprio segurado ou de empresas subcontratadas.

Dicas de Gestão de Riscos

Buscamos algumas dicas de gestão de riscos que poderão auxiliar sua empresa a cumprir todas as normas do Gerenciamento de Riscos.

Vamos às dicas:

  • A prevenção de riscos começa no recrutamento:

Uma equipe profissional qualificada e capacitada. Outro ponto importante é a pré consulta do novo colaborador, por exemplo, se ele está apto a realizar o transporte de cargas, se ele possui referências, entre outras.

  • O planejamento de gerenciamento de riscos no transporte de cargas (PGR):

Onde são observados diversos pontos, para minimizar as possibilidades de acidentes e incidentes, identificando, analisando e avaliando os riscos com intuito de minimizar o máximo possível. Isso inclui também a roteirização da carga que permite analisar todos os alertas de risco no trajeto.

A roteirização permite também o planejamento de pontos de descanso, pernoite e horários de rodagem, uma vez que é possível realizar uma pesquisa ampla de incidentes na região.

  • Tecnologia aliada ao Gerenciamento de Riscos:

Os recursos tecnológicos permitem que a empresa execute com rapidez e assertividade o processo de GR.

Com tecnologia podemos usar como exemplo os rastreadores, as iscas, as diversas formas de comunicação, a possibilidade de realizar a telemetria através de equipamentos já instalados, os sistemas de acompanhamento de cargas interno (geralmente dentro do sistema da própria empresa, ou contratado por ela).

  • Entrega final e atendimento:

Com uma análise mais funda de diversas operações, conseguimos identificar nas entregas um ponto de fragilidade e eventuais falhas.

Muitas vezes o veículo pode sofrer algum tipo de concorrência durante a carga e descarga das mercadorias. Por isso é importante levar em consideração também a região onde a carga será entregue, e evitar possíveis sinistros nesse período que pode ser de desatenção.

Outa coisa que podemos avaliar após a entrega são possíveis pontos de atenção do motorista e ajudantes, que podem ajudar a identificação de novos riscos, e tornar mais fácil a avaliação e procura por ferramentas e métodos que possam colaborar com as regras, minimizando problemas e maximizando o desempenho.

Então, é importante verificar com seu corretor logo na contratação quais as regras aplicadas para sua apólice, pois como falamos, sempre que um apólice de Transporte Nacional ou RCF-DC forem contratadas, esses procedimentos deverão ser programados e realizados para garantir a cobertura total do seguro.


E-mail: clientes@insertseguros.com.br

Telefone: (11) 2023-8890 | WhatsApp: (11) 9 9483-5149

Rua Tijuco Preto, 393, Cobertura, Tatuapé, São Paulo/SP – CEP 03316000

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *