Como diminuir a fatura do seguro de cargas?

Como diminuir a fatura do seguro de cargas?

Como diminuir a fatura do seguro de cargas?

Se você está em busca de saber como diminuir a fatura do seguro de cargas, está no lugar certo!

No artigo de hoje, apontaremos algumas análises fundamentais para a correta estruturação do preço do seguro.

Com essas informações, você conseguirá definir se o valor da sua apólice está adequado ou se precisa de ajustes.

Vamos começar com a seguinte dúvida:

Preço e o valor são a mesma coisa?

E a resposta é bem simples, não! O valor do seguro envolve tudo aquilo que engloba a tranquilidade que a contratação do seguro de cargas te trará.

Já quando falamos no preço, estamos nos referindo à quantia paga pelo seguro: O prêmio pago.

Agora que esclarecemos as diferenças do preço o do valor, precisamos entender como administrar as apólices e como diminuir a fatura do seguro.

Entender o prêmio (ou preço) que pagamos para que o valor das nossas mercadorias sejam cobertas.

Então, explicaremos em alguns tópicos tudo o que precisa ser conversado com seu corretor (de preferência um especialista em seguro de cargas), sobre o que esta acontecendo hoje, na sua operação.

Os pontos:

A média de valores embarcados (por carga), está em sintonia com o limite da apólice?

Por exemplo:

Seus caminhões saem em média com R$ 40.000,00 de mercadoria, porém sua apólice cobre um limite de até R$ 300.000,00.

Com essa informação, conseguimos perceber que o valor da apólice é 7x maior do que a média de transporte, o que influencia diretamente no valor do prêmio mensal.

Caso haja interesse, é possível solicitar um ajuste ao corretor, e com a diminuição o valor “em exposição” a seguradora deve reduzir o valor do contrato, uma vez que não está assumindo tanto risco.

Sempre que sua operação mudar, contate o corretor!

Esse contato frequente facilita a percepção e acompanhamento da operação, proporcionando os momentos certos de reanalise dos riscos.

Por exemplo:

No ano de 2018 haviam operações que transportavam aparelhos de celular. Já em 2019, essa operação se tornou apenas para o transporte de aparelhos adaptados para pessoas com deficiência visual.

Devido ao tipo de aparelho e modelo ser diferente e não tão visado para roubo, é possível que ao analisarem com mais cuidado pelo corretor e passado corretamente à seguradora a negociação das condições de valores e gerenciamento de risco sejam mais maleáveis.

Avalie sempre o percurso dos caminhões.

Tendo em mãos as informações de rotas, origens e destinos utilizados na operação, é possível negociar p tamanho dos descontos e taxas aplicados.

Além disso, é possível entender mais a fundo se os equipamentos solicitados no Gerenciamento de Riscos podem ser utilizados apenas em certas necessidades.

Por exemplo:

Uma viagem com o percurso total de 10km de distância.

Por isso, o risco de acontecer um sinistro é significantemente menor nessa operação e ela pode ser analisada para a solicitação de uma diminuição no desconto ou na taxa. E se será de fato, necessária a utilização do rastreador nas mercadorias.

Com os tópicos acima, abrimos o questionamento sobre o PGR (Plano de Gerenciamento de Risco).

O seu PGR esta condizente com a sua operação? Realmente todas as regras estão adequadas com o risco da mercadoria?

As regras de Gerenciamento de Risco podem abalar toda a estrutura de preços de sua operação.

Alguns dos custos são: Com os equipamentos de rastreio, os parâmetros dos limites das mercadorias a serem transportadas, que definirão quantas viagens serão rastreadas, o tipo de motorista e quantas vezes a consulta será necessária, etc.

Para diminuir seu custo com o serviço de Gerenciamento, negocie o valor do cadastro e consulta com a gerenciadora de risco.

Você também pode pedir ajuda ao corretor, dependendo da operação é possível solicitar um valor mais barato (em alguma negociação entre o corretor e a gerenciadora) ou até mesmo a isenção desse procedimento.

Fala sério né, assim fica fácil de abaixar o preço do seguro!

Ah! Mas tome cuidado!

Não exponha o valor do seu bem e sempre fique em contato com o seu corretor. Ele te ajudará em todos os momentos, cuidando para que seu seguro não fique fora dos parâmetros!

Pra terminar, o corretor precisa saber de tudo da minha operação?

Sim!

Eles estarão sempre a disposição como um parceiro, que te ajudara melhor se conhecer e entender a sua empresa e operação. E com isso, poderão te auxiliar em como diminuir a fatura do seguro!


Artigo produzido por:

Rafael Rezende – Executivo de Contas Pleno na Insert Seguros


E-mail: clientes@insertseguros.com.br

Telefone: (11) 2023-8890 | WhatsApp: (11) 9 9483-5149

Rua Tijuco Preto, 393, Cobertura, Tatuapé, São Paulo/SP – CEP 03316000

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *