Brasil de Sucesso – 3ª Semana de Junho

Brasil de Sucesso - 3ª Semana de Junho

Brasil de Sucesso – 3ª Semana de Junho

Começando mais um Brasil de Sucesso do mês de junho, trouxemos três boas notícias da semana passada:

Fazendas históricas no Rio voltam a produzir café e turismo aumenta

Um projeto no sul do Rio de Janeiro está incentivando fazendas históricas a retomar a produção de café. As propriedades ficam na região conhecida como “Mar dos Morros'” que chegou a produzir 80% de todo o café do mundo no passado.

Com um investimento inicial de R$ 20 mil, as propriedades que estavam trabalhando somente com o turismo, começam também a explorar o plantio do café.

Leda Maria Barreto, analista do Sebrae, explica que o objetivo inicial é levar os visitantes a conhecer todo o ciclo de produção do café e, no final, apreciar a bebida extraída do cafezal que visitaram.

O dinheiro foi usado para comprar mudas, fazer análises e adubação do solo, além de instalar o sistema de irrigação por gotejamento. A proposta é, a princípio, produzir apenas o suficiente para o consumo dos visitantes.

Cinco fazendas fazem parte do roteiro e outras 10 têm o interesse de participar. Os cafezais plantados há dois anos estão dando a primeiras safra.

Dona da Fazenda Aliança, em Barra do Piraí, Josefina Durini foi uma das primeiras a abraçar o projeto dos novos cafezais e está contente com o resultado. Ela diz que muitos grupos de turistas, dentre eles europeus, começaram a buscar informações sobre as visitações à fazenda.

Como estavam focadas no turismo, as propriedades estão se adaptando à produção. A Fazenda União, em Rio das Flores, transformou uma quadra de tênis em terreiro para a secagem dos grãos.

O dono da propriedade, Mario Vasconcellos, afirma que a procura por hospedagem aumentou em torno de 20%. Em dois hectares, foram plantadas nove mil mudas do catuaí, uma das variedades mais apreciadas nos cafés de seleção especial.

Fonte: Globo Rural

Mais de 160 concursos estão com inscrições abertas para preencher 14 mil vagas

168 concursos que estão com inscrições abertas nesta segunda-feira (17) reúnem mais de 14 mil vagas, para profissionais de todos os níveis de escolaridade. As oportunidades são para trabalhar em diversos estados pelo país.

Além das vagas abertas, há concursos para formação de cadastro de reserva – ou seja, os candidatos aprovados são chamados conforme a abertura de vagas durante a validade do concurso.

Somente na Prefeitura de São Paulo (SP), um concurso com 1.737 vagas tem postos para pessoas com nível médio e superior de escolaridade. Os salários chegam a R$ 5.187,01. Na Secretaria Municipal de Educação de São Paulo, há 1.109 vagas, e remuneração de até R$ 1.541,14. As inscrições para os dois concursos terminam no dia 5 de julho.

Os salários chegam a R$ 20.915,29 na Prefeitura de Palma Sola (SC), que tem 30 vagas para profissionais de todos os níveis de escolaridade. As inscrições terminam no dia 24 de junho. Veja mais informações no site da organizadora do concurso.

Já na Prefeitura de Pindamonhangaba (SP), a remuneração chega a R$ 15.883,19. O concurso busca preencher 127 vagas, com postos para pessoas de todos os níveis de escolaridade.

Somente nesta segunda, 14 concursos públicos abrem inscrições para preencher mais de 1 mil vagas.

Confira aqui a lista completa de concursos e oportunidades!

Fonte: G1 Economia.

Petrobras faz a maior descoberta desde o pré-sal, em Sergipe e Alagoas

A Petrobras descobriu em Sergipe e Alagoas 6 campos de gás natural. A expectativa da estatal é que seja possível extrair 20 milhões de metros cúbicos por dia. Isso é o equivalente a 1/3 da produção brasileira atualmente.

De acordo com reportagem publicada pelo jornal O Estado de S.Paulo, a consultoria Gás Energy estima que a exploração desses campos deve resultar em R$ 7 bilhões de receita anual para a petroleira e suas sócias.

Esta seria a maior promessa da estatal desde o pré-sal, descoberto em 2006 no governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Os investimentos necessários para limitar a área e construir o gasoduto são de R$ 2 bilhões. Os dados foram estimados a partir de dados do MME (Ministério de Minas e Energia). Ao jornal, Márcio Felix, secretário da pasta, declarou que a exploração terá competição e com isso o preço do gás diminuirá.

Para o governo do presidente Jair Bolsonaro, a descoberta pode ajudar a consolidar a promessa do ministro da Economia, Paulo Guedes, de incentivar a industrialização do país e baratear em até 50% o custo do gás natural. Felix, inclusive, participa da elaboração do plano de Guedes.

A descoberta tornaria isso possível porque, além do aumento da produção, outras concorrentes da Petrobras, como a ExxonMobil, começariam a explorar a área. Empresas importadoras de gás também iriam concorrer pela infraestrutura de escoamento, o que resultaria em uma redução na tarifa de transporte e do preço final do gás.

Em maio, o diretor de Exploração e Produção, Carlos Alberto Pereira de Oliveira, falou sobre as descobertas na região. De acordo com ele, o óleo e o gás encontrados no reservatório são de excelente qualidade.

Fonte: Poder 360 e O Estado de São Paulo


E-mail: clientes@insertseguros.com.br

Telefone: (11) 2023-8890 | WhatsApp: (11) 9 9483-5149

Rua Tijuco Preto, 393, Cobertura, Tatuapé, São Paulo/SP – CEP 03316000

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *