Brasil de Sucesso – 2ª Semana de Junho

Brasil de Sucesso - 2ª Semana de Junho

Brasil de Sucesso – 2ª Semana de Junho

Confira as principais notícias sobre avanços na economia, tecnologia e educação brasileira da segunda semana de Junho 2019!

Chuva ajuda e produtores de milho do Nordeste comemoram colheita na época de São João

Depois de anos de estiagem e perda nas lavouras, os produtores de milho do Nordeste do país comemoram uma boa produção neste ano. O produto típico das festas de São João também vai servir para manter a alimentação do rebanho durante o ano.

Em Mossoró, Rio Grande do Norte, o agricultor Assis Amorim colheu o milho ainda verde, e o cereal já tem destino. “A gente aproveita esse período que ele está verde para gente consumir… aí a gente deixa o resto para secar. Quando for setembro para outubro, a gente quebra e tira uma parte para guardar e plantar próximo ano”.

A fartura também é realidade na casa da produtora Geísa Pinheiro. Tem canjica e milho cozido, algumas delícias que só aparecem em tempos de inverno e de boa safra. “Tem que ter milho, porque vai ter as fogueiras e o povo quer comidas típicas, né?”

O agricultor João Batista Nascimento tinha evitado o cultivo do milho há três anos, mas as chuvas no município neste ciclo, até 200 milímetros maiores que na última temporada, estimularam o plantio. Agora, ele está mais aliviado porque vai ter ração para dar aos bichos durante o ano.

Fonte: Globo Rural.

Inovação é questão de sobrevivência para negócios no País, diz pesquisa da CNI

A inovação é uma questão de sobrevivência para os negócios do País. Isso é o que aponta pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI), com divulgação preparada para esta segunda-feira, 10, durante 8º Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria, que acontece em São Paulo.

O levantamento mostra que um a cada três empresários acredita que a indústria brasileira precisará dar um salto de inovação nos próximos cinco anos para garantir a sustentabilidade dos negócios em curto e longo prazos.

Para 31% dos CEOs, presidentes e vice-presidentes de 100 indústrias, o grau de inovação da indústria será alto ou muito alto nos próximos cinco anos, principalmente por necessidade.

“Diante de uma nova revolução industrial, a inovação ocupa papel primordial, mais importante do que nunca. No limite, nossa capacidade de inovar é que determinará quem fica com as portas abertas e quem vai desaparecer nesse ambiente de crescente pressão tecnológica e de sofisticação de mercado, afirma o presidente da CNI, Robson Braga de Andrade.

Uma iniciativa da Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI), a pesquisa aponta que 44% dos executivos indicam que as atividades de inovação respondem por mais de 20% do faturamento de suas empresas. Atualmente, 31% dos entrevistados disseram empregar mais de 5% do orçamento em inovação.

Veja a matéria na íntegra no site da UOL.

MEI pode tomar empréstimo e participar de licitações

O Brasil ganhou 379 mil novos microempreendedores individuais nos três primeiros meses deste ano, mas muita gente ainda tem dúvidas sobre esse tipo de formalização.

A consultora Fernanda Monnerati, diretora de Micro, Pequenas e Médias Empresas da Serasa Experian, esclareceu algumas delas.Sou MEI, como faço para tomar empréstimo?— Risia Chaves dos Santos, de Salvador

Em caso de empréstimo, a consultora explica que o MEI pode pegar dinheiro emprestado em qualquer instituição financeira. A dica é que a pessoa busque uma linha de crédito chamada microcrédito de um banco, uma cooperativa, fintech ou banco de fomento.

O valor recomendado para empréstimo é de até 30% do faturamento anual do MEI. Outra dica é pesquisar bastante, pois a taxa de juros varia muito. “Como todo crédito, quando você dá garantia, as taxas de juros diminuem porque o risco é menor. A mesma coisa acontece com o MEI. Pode dar antecipação de recebíveis, por exemplo”, explica Monnerati.

Outra dúvida recorrente é se o MEI pode participar de licitação. A consultora diz que ele deve procurar os editais de licitação nos sites oficiais dos órgãos públicos e no Diário Oficial. Ele deve cumprir as regras do edital, ou seja: o registro de MEI precisa estar na classificação exigida e também terá que provar habilitação técnica para o serviço.

A empresa tem que ter solidez financeira e fiscal. “O MEI pode e deve participar de licitação. Hoje na lei de licitação tem fomento para os MEIs, inclusive é possível achar licitações especificas pra MEI pelo fato de ser critério de desempate”, orienta Moneratti.

Fonte: Serasa Experian

Por que a análise de dados é fundamental para o sucesso do seu negócio

Você já ouviu falar sobre Análise de Dados?

A Forbes publicou uma matéria sobre o que é análise de dados, porque ela é funcamental para a sobrevivência dos negócios e quais os desafios para quem decide trazer esse tópico para o dia-a-dia.

Veja a matéria direto na Forbes, clique aqui.


E-mail: clientes@insertseguros.com.br

Telefone: (11) 2023-8890 | WhatsApp: (11) 9 9483-5149

Rua Tijuco Preto, 393, Cobertura, Tatuapé, São Paulo/SP – CEP 03316000


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *